10.07.2015 – ‘Salema Cobra’ já traça estratégia

Anderson Justino

Novo comandante diz que prioridade, no momento, é combater roubos de rua e os bailes funk patrocinados pelo tráfico nas comunidades

Boneco, que remete a filme de Stallone, foi presente que ganhou quando esteve à frente do Batalhão de Itaboraí Júlio Silva
Boneco, que remete a filme de Stallone, foi presente que ganhou quando esteve à frente do Batalhão de Itaboraí Júlio Silva

O coronel Fernando Salema, novo comandante do 12º BPM (Niterói), disse nesta quinta-feira (9), que fará um forte trabalho contra o roubo de rua em Niterói e Maricá.

“Como morador de Niterói percebo que este tipo de ação criminosa tem aumentado a sensação de insegurança entre a população”, justificou, acrescentando que também vai reprimir os bailes funk patrocinados por traficantes para aumentar a venda de drogas nas comunidades.

Não haverá espaço para o crime em Niterói”, frisou, enquanto olhava para o boneco com seu rosto em sua mesa, numa alusão a Sylvester Stallone, protagonista do filme Stallone Cobra, de 1986, sobre um policial indicado para todos os serviços considerados de alto risco ou impossíveis.

“O boneco foi presente, que ganhei quando trabalhava ainda no Batalhão de Itaboraí.

O comandante alegou, no entanto, que não há preconceito contra o estilo musical.

“O que não pode acontecer são esses eventos patrocinados por bandidos que servem para a venda de drogas e a ostentação de armas dentro das comunidades”, disparou.

Fernando Salema disse ainda que irá identificar os pontos com maiores índices de criminalidade dentro de Niterói para traçar uma estratégia de trabalho. Segundo o coronel, a experiência de policiais que já estão há anos no batalhão da cidade irá contribuir para a eficácia do trabalho.

“Em São Gonçalo nós conseguimos trabalhar com o número de policiais que tínhamos a nossa disposição e isso não será diferente em Niterói e Maricá. A polícia precisa fazer a parte dela e mostrar que precisa realizar muito mais, com o pouco que tem. É lógico que se conseguirmos mais policiais será muito bom”, disse o comandante, que levará para o 12º BPM cerca de 10 oficiais de sua confiança para auxiliá-lo no combate à criminalidade. “O objetivo é trabalhar mais próximo da população. Quero andar nas ruas e escutar as pessoas. Depois de 28 anos estou retornando para casa”, disse Salema.

Sobre a saída de São Gonçalo, Salema fez questão de ressaltar o trabalho realizado nos 11 meses à frente do batalhão.

“O coração ainda está muito apertado, mas tenho certeza que o coronel Almyr [Cabral Mendonça, o irá substituir] fará um excelente trabalho. Assumo o batalhão de Niterói sabendo de toda a responsabilidade que terei pela frente. [Gilson] Chagas [que deixa o comando da unidade] fez um ótimo trabalho e o 12º ficou bem perto de atingir a meta estipulada pelo Instituto de Segurança Pública (ISP) no primeiro semestre deste ano”, fez questão de destacar.

Em São Gonçalo, população lamenta a transferência do comandante

O anúncio da transferência do coronel Fernando Salema para o batalhão de Niterói pegou de surpresa autoridades políticas de São Gonçalo. A informação, publicada na noite da última quarta-feira através do boletim interno da Polícia Militar, foi recebida com indignação pelo presidente da câmara de vereadores do município, vereador Diney Marins (PSB).

“Lamentável a saída do coronel Fernando Salema do 7º BPM. Nos últimos meses acompanhamos seu trabalho e empenho para combater o crime organizado em nossa cidade. O coronel Salema abriu as portas do batalhão à população, e participava ativamente dos eventos em nossa cidade. São Gonçalo perde mais uma vez para Niterói”, lamentou.
Segundo o vereador Alexandre Gomes (PT), “a transferência de Salema deixou a todos consternados.

“Fomos informados [da possibilidade], mas não acreditávamos que a Secretaria de Segurança Pública tiraria mesmo o coronel Fernando Salema daqui para o 12º BPM. A cidade não esperava por uma notícia como essa agora.

Nunca na história de São Gonçalo houve uma comoção tão grande com a saída de um comandante do 7º BPM”, declarou.

O vereador Marlos Costa (PRTB) fez questão de ressaltar, ainda, a importância do coronel Salema ao abrir as portas do batalhão para a população.

“Fomos pegos de surpresa hoje com a notícia triste da saída do coronel Salema do 7º BPM. Nos últimos meses, com todos os problemas, como falta de efetivo e de viaturas, o militar conseguiu diminuir o número de ocorrências na cidade. Lamentável a saída do comandante”, declarou.

A cerimônia da troca de comando em Niterói ainda não foi marcada, mas deve ocorrer até a próxima semana.

Fonte: Site do Jornal O Fluminense

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *